Mês passado fiz a oficina de leitura da Mulheres que escrevem, mediada pela Estela Rosa e pela Taís Bravo e fiquei com uma pulga atrás da orelha, uma comichão no centro da cabeça sobre algo que foi discutido no dia destinado à poesia.

Como historiadora, aprendi desde cedo que toda escrita é costura. A gente pega os retalhos das referências, das influências, daquilo que nos inspira e me veio a ideia absurda que escrever pode ser uma forma de gambiarra.

Essa comichão encontrou alívio essa semana em dois textos estranhos que me caíram às mãos. O primeiro, um ensaio da…


É certo que esta edição do BBB detonou vários gatilhos em muita gente. Em apenas duas semanas, tivemos um show de horrores:
- do abuso psicológico ao assédio sexual (pior, cometido por uma mulher);
- da destilação de ódio contra pessoas que sofrem de transtornos de ansiedade;
- da intolerância religiosa;
- da bifobia;

Para mim, mulher nordestina, lésbica, que sofre com transtorno de ansiedade e BPD, foi impossível não me sentir extremamente violentada pelo que vem acontecendo dentro da casa mais vigiada do Brasil. Alô @redeglobo, parabéns, só que não.

Mas hoje eu queria falar mesmo sobre a xenofobia…


Ano passado, conversei com o José Nunes do @comoeuescrevo e falei sobre minha rotina, rituais e metas de escrita.

Quer saber um pouco do meu cotidiano?

Segue o fio!

CEE — Como você começa o seu dia? Você tem uma rotina matinal?

Eu não tenho uma rotina estabelecida. Nunca acordo antes das oito, oito e meia. Sou preguiçosa pela manhã, meu ritmo é mais lento, morno. Tento rememorar os sonhos que tive durante a noite. Desde adolescente anoto meus sonhos e, muitos dos meus textos são inspirados neles. […] Normalmente, às onze já estou no meu escritório com mais uma…


Costumo conversar muito com outras escritoras e uma reclamação que sempre aparece, diz respeito a como é difícil viver da escrita.

Além da vergonha de publicar e do medo do julgamento, há uma questão muito prática. Vender livros, na maioria dos casos, não dá dinheiro para as autoras. Os 10% de direitos autorais “cedidos” pelas editoras (quando elas pagam) não cobrem a nossa sobrevivência. Na maioria das vezes, ao invés de ganhar, a gente paga pra publicar (ilustrações, revisão gramatical, leitura crítica, etc.).

Nem só de curtidas e compartilhamentos de posts no Instagram vive uma escritora. Acredite, os boletos também…


Estava pensando esses dias em como já tive tanta disciplina pra executar mil tarefas no dia. Já fui bem orgulhosa dessa capacidade multitarefa que atribuem às mulheres como uma característica inata, mas que na realidade é só mais uma forma de nos controlar e nos distrair do que realmente importa.

Certamente você conhece alguma mulher que dá conta de casa, companheira/o, filhos, trabalho, etc.. O problema, pra mim, começa quando romantizamos essa “super-mulher” que acorda de madrugada, dorme poucas horas, vive cansada mas dá conta de mil e uma coisas. …


Este ano minha página no Instagram completa dois aninhos e como eu, ela mudou bastante.

Comecei publicando minhas próprias poesias e, aos poucos, minhas crônicas de uma millenial inconformada. Depois, comecei a ler e a falar sobre feminismo e sobre literatura produzida por mulheres e sobre gatos e meu livro e escrita… Ufa!

Como toda moeda tem dois lados, tive que aprender a conviver com os comentários de pessoas que não estão nenhum pouco preocupados em dialogar. Admito que no início, me preocupava muito receber um comentário de ódio, e, acreditem, já recebi muitos.

Alguns comentários me deprimiam, me deixavam…


Semana passada, falei sobre uma experiência desagradável que tive no Instagram, quando um rapaz usou uma imagem do meu livro na sua página de miscelâneas e se recusou a dar os créditos completos do meu trabalho, enquanto que nos posts nos quais os autores eram homens, ele referenciava a origem da obra.

Recebi um feedback imenso, principalmente, de mulheres, contando que o mesmo já havia acontecido com elas e me inquietou como essa prática, parece ser naturalizada. …


Só não quero te dar os créditos.

Você já se deparou com algum texto seu (ou ilustração/vídeo/imagem) reproduzido em alguma página ou rede social da internet sem qualquer menção de autoria?

Semana passada, uma amiga me marcou em uma publicação de uma página do Instagram que reproduziu uma imagem com um texto do meu livro sem qualquer referência.

Ao ser questionado sobre isso, o moderador da página respondeu que “a imagem era da internet”, essa terra de ninguém onde achado não é roubado. Então, eu informei que o texto e a imagem eram do meu livro (uma foto que inclusive…


Macabea precisou morrer pra virar uma estrela.

Quantas mulheres não tiveram que morrer para serem notadas? Até existir é difícil quando se é mulher, e, eu poderia aplicar isso à vários temas, mas hoje vou falar sobre a escrita.

Comecei a minha vida de leitura/escrita muito cedo. Vindo de uma família pobre do interior do Ceará, me considero sortuda de ter encontrado quem me estimulasse a ler e escrever.

Li muito na adolescência, mas poucas mulheres. As bibliotecas sempre foram cheias de obras de homens. Os livros escritos por mulheres apareciam tímidos em poucas prateleiras. Lembro de ler com avidez…


Rebecca Solnit começa seu livro “A mãe de todas as perguntas” com um ensaio sobre o silêncio. A história do silêncio, ela diz, está ligada diretamente à história das mulheres. Quando estudamos História, essa com h maiúsculo, não é difícil perceber o apagamento das mulheres, a raridade com que elas aparecem e que, quando aparecem é sempre em uma alusão ou comparação a um comportamento típico masculino.

Como ressalta Virginia Woolf, em “Um teto todo seu”, parece que os homens nascem com essa capacidade de serem melhores do que as mulheres em tudo. Na cozinha, nós somos cozinheiras, eles são…

Dia Nobre

Dia Nobre é escritora e PHD em História. Autora do livro Todos os meus Humores (Penalux, 2020) https://dianobre.com

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store